Notícias

CEO de consultoria britânica explica por que não liga para a presença dos funcionários no escritório

Rob Dance, fundador da consultoria de TI Rock, no Reino Unido, gerou debate ao discutir a importância da confiança e autonomia no ambiente de trabalho

Rob Dance, fundador da Rock, uma das maiores consultorias de TI do Reino Unido, causou alvoroço na rede social X ao publicar uma lista de reclamações comuns que ele está "cansado de ouvir" de seus funcionários. A lista incluía perguntas como "Posso sair mais cedo hoje?", "Meu filho está doente, posso ir embora?" e "Vou chegar atrasado pela manhã".

Embora muitos tenham interpretado o post como uma exigência de presença constante no trabalho, a mensagem de Dance era sobre promover a confiança mútua e a autonomia. Ele enfatizou que confia em seus funcionários para realizarem suas tarefas sem a necessidade de controle rigoroso. As informações são da Business Insider.

Koma Gandy, vice-presidente de negócios e liderança da Skillsoft, uma plataforma de treinamento corporativo, ressaltou que a confiança e a empatia são essenciais no ambiente de trabalho moderno, que é multigeracional. Ela argumenta que a flexibilidade e a confiança são fundamentais para um ambiente de trabalho eficaz.

Em locais de trabalho mais tradicionais, espera-se que os funcionários estejam sempre visíveis e cumpram horários fixos, mas isso pode levar a uma cultura de desempenho. Gandy sugere que permitir que os funcionários realizem suas tarefas sem micro gerenciamento é crucial para um bom desempenho e para evitar o esgotamento profissional.

Dance defende que os líderes permitam maior autonomia aos funcionários, pois muitos estão cansados de ser tratados como crianças. Ele acredita que isso cria um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo. A abordagem de Dance ganhou apoio de muitos, mas alguns argumentaram que sua metodologia pode não ser aplicável em todas as situações. A publicação original de Dance acumulou 14 milhões de visualizações e 52 mil curtidas, destacando a relevância do tema.

'Balde de confiança'

Gandy explica que dar espaço aos funcionários para realizarem suas tarefas sem micro gerenciamento é como "depositar moedas no balde da confiança". Se um líder não investe na confiança, quando precisar de apoio, não terá nada em troca. Ela destaca que a qualidade do trabalho e o desempenho acabam revelando se alguém está tendo dificuldades ou sendo desonesto sobre seu tempo.

Entretanto, nem todos os funcionários se beneficiam de tanta liberdade. Funcionários mais juniores podem preferir uma estrutura mais definida e orientações claras sobre como gerir seu tempo e trabalho. Kevin Legg, fundador da Sage, uma empresa de treinamento para ambientes de trabalho, alerta que a falta de gestão pode ser tão prejudicial quanto o micro gerenciamento, levando a ressentimentos quando os padrões não são claros.

Pesquisas apoiam o estilo de gestão de Dance como o mais eficaz, desde que os funcionários ainda recebam suporte. Um estudo da Gartner, de abril de 2025, mostrou que quando os empregadores oferecem grande flexibilidade, a porcentagem de funcionários de alto desempenho aumenta em 40%.

Os funcionários também precisam se adaptar a uma dinâmica mais baseada na confiança. Gandy aponta que aqueles acostumados a ser micro gerenciados devem se acostumar com mais tempo livre em suas agendas, em vez de reuniões contínuas. Ela destaca que um ambiente de trabalho mais saudável, com líderes e gestores que investem em confiança e empatia, resulta em organizações mais saudáveis e funcionários mais entusiasmados.

Um ambiente de trabalho baseado na confiança traz benefícios como um ambiente mais saudável e pessoas mais felizes e entusiastas. Gandy conclui que líderes, gestores e organizações mais saudáveis são objetivos desejáveis para qualquer empresa.

voltar

Links Úteis

Indicadores diários

Compra Venda
Dólar Americano/Real Brasileiro 5.5772 5.5778
Euro/Real Brasileiro 6.0666 6.0746
Atualizado em: 19/07/2024 14:25

Indicadores de inflação

04/2024 05/2024 06/2024
IGP-DI 0,72% 0,87% 0,50%
IGP-M 0,31% 0,89% 0,81%
INCC-DI 0,52% 0,86% 0,71%
INPC (IBGE) 0,37% 0,46% 0,25%
IPC (FIPE) 0,33% 0,09% 0,26%
IPC (FGV) 0,42% 0,53% 0,22%
IPCA (IBGE) 0,38% 0,46% 0,21%
IPCA-E (IBGE) 0,21% 0,44% 0,39%
IVAR (FGV) 1,40% 0,21% 0,61%